Chile 1938 – Brasil 2011

Utilize o sub-menu acima para conhecer mais sobre o artista.

Angel San Martín

Angel San Martín formou-se em Artes Plásticas pela Universidade do Chile, onde se destacou como docente, assim como na Universidade Católica. Radicado no Brasil há mais de vinte anos, manteve constante atividade em seu atelier em São Paulo, dedicando-se a sua obra e desempenhando-se como professor de pintura desenho e escultura.

Angel San Martin Professor de Pedagogia em Artes Plásticas e Artista em Artes Visuais, catalogado nacional e internacionalmente e premiado em renomados Salões Oficiais, San Martín realizou exposições no Brasil, Chile e Alemanha, Portugal e França, destacando-se as individuais “O Exílio da América Latina” no museu de Arte Brasileira – MAB e “Quadros de uma Exposição” no Espaço Cultural Sudameris, em São Paulo e as Coletivas “ Figuration Critique” no Le Toit de La Grande Arche, La Défense, em Paris, França e em Sintra, Portugal e mais recentemente, as coletivas “Transeuntes”, no Museu de Arte Contemporânea MAC – USP e “Marcos dos Expressionismo” no Museu de Arte Brasileira MAB – FAAP em São Paulo.

Com obras em importantes acervos oficiais e particulares, inclusive, Estados Unidos, França e Inglaterra, foi condecorado com a Orden ao Mérito Docente y Cultural “Gabriela Mistral”, a mais alta distinção outorgada pelo Governo Chileno no âmbito da cultura. Sua obra caracteriza-se por um vigoroso expressionismo da intensa beleza cromática, destacando-se ao mesmo tempo, uma grande versatilidade composicional, de indiscutível domínio técnico e estético, submetida sempre a uma orientação de pesquisa ideológica. De um fazer artístico sério, formas contemporâneas de intensa vitalidade e expressão, pintura de composição rigorosa, desenho ágil e colorista de raro talento, San Martín era um artista em plena maturidade estética.

Publicou em 2004, pela Editora Nativa, em lançamentos na 18ª Bienal Internacional, o livro de poesias “Poemas Pintados” e o romance “A Ressurreição de Mozart”; em 2005, o romance “O Idiota que Escrevia Versos”; por publicar, “O Império dos Quatro Quartos” e “Os Limites do Inferno”, ambos na categoria romance.

Chile 1938 – Brasil 2011

Utilize o sub-menu acima para filtrar as fotos abaixo por série.

OBRAS

Sua obra caracteriza-se por um vigoroso expressionismo de intensa beleza cromática, destacando-se ao mesmo tempo, uma grande versatilidade composicional, de indiscutível domínio técnico e estético, submetida sempre a uma orientação de pesquisa ideológica. De um fazer artístico sério, formas contemporâneas de intensa vitalidade e expressão, pintura de composição rigorosa, desenho ágil e colorista de raro talento, San Martín era um artista em plena maturidade estética.

“Entrada/Saída Metrô da Sé”
“O pregador junto à estátua de Anchieta”
“Passarela para a rua das noivas”
“Missa no Pátio do Colégio”
Franz Schubert “Sinfonia nº 9 do Maior-A Grande”
Frédéric Chopin “Improvisos”
Richard Wagner “Os Nibelungos” - A Filha do Reno
Felix Mendelssohn “Sonho de uma noite de verão”
“Felídeos e filhote pintados em vermelho argila”
“Onça pintada em floresta azul”
“Os jacarés do rio azul”
“Macaco brincando nos planos ocres”
“Exibição Ostentosa”
“Dança Mistica”
“Exuberância”
“Requintada e Charmosa”

Chile 1938 – Brasil 2011

Utilize o sub-menu acima para filtrar as fotos abaixo por tipo de obra.

OBRAS DECORATIVAS

De um fazer artístico sério, formas contemporâneas de intensa vitalidade e expressão, pintura de composição rigorosa, desenho ágil e colorista de raro talento.

“Nu escorçado”
"Casario em tons pastel”
“Paisagem em verde e amarelo”
“Paisagem”
"gaivotas"
"Cidade Portuária"
"O vulcão"
“Ancoradouro”
"Marinha"
“Paisagem Laranja”
“Gaivotas ao amanhecer”
Marinha Azul
: “Natureza Morta: Frutas e Jarros”
“Composição com flores e frutas”
“Composição com chaleira, frutas e bule”
“Composição com melancia”
“Composição com cesta de frutas e bule”
"Pato"
"Arara"
"Abstração - Flores"

Chile 1938 – Brasil 2011

EXPOSIÇÕES

Histórico de Exposições

Individual – Instituto Chileno-Norte-Americano “Grisalhas Expressionistas” – Chile – 1967.

Exposição Individual com Desenhos no Instituto Chileno – Britânico – Chile – 1968.

Exposição Individual “Paisagens” Museu O´Higginiano e de Belas Artes – 1974.

Exposição Individual “Gouaches e Aquarelas” – Museu O´Higginiano – Chile – 1975.

Exposição Individual – Pinacoteca da Universidade de Concepción  – Chile – 1976.

Exposição Individual – Galeria de Arte Enrico Bucci – Santiago – Chile – 1976.

Sala Especial do Chile – III Bienal de Artes Plásticas de Santos – SP – Brasil – 1991.

Individual “O Exílio da América Latina” – Museu de Arte Brasileira – São Paulo – 1992.

Coletiva como integrante do Anuário Latino – Americano de Las Artes Plásticas Fundação Nacional de Arte – FUNARTE – São Paulo – Brasil – 1996.

Exposição Coletiva e Lançamento do Anuário Latino – Americano de Las Artes Plásticas Memorial da América Latina – São Paulo – Brasil – 1997.

Coletiva Anuário Latino Americano – Embaixada do Brasil – Buenos Aires – Argentina.

Exposição Individual “O Apocalipse no Céu e na Terra” – Galeria de Arte Villas-Bôas São Paulo – Brasil – Setembro 1997.

Coletiva do Guia das Artes Internacional “Le Sermadiras” – São Paulo – 1997.

20º Salão “Figuration Critique” – “Os Direitos do Homem” – Galérie Le Toit de La Grande Arche  La Défense – Paris – França – Outubro 1998.

Coletiva “Figuration Critique” – Quinta das Cruzadas – Sintra – Portugal – Março 1999.

Individual “A Onça Pintada” – Centro de Convenções Rebouças – São Paulo – Maio 1999.

Coletiva “Vera Cruz: Um Sonho Paulista” – Museu Brasileiro da Escultura-MUBE – Junho 1999.

Coletiva Movimento “Figuration Critique”- Centro de Convenções Rebouças – 1999.

Coletiva – Museu de Arte Moderna – MAM – Salvador – Bahia – Brasil – Novembro 1999.

Coletiva Mostra Internacional de Arte Contemporânea – Centro Rebouças- 1999.

Coletiva Arte Latino-Americana-Memorial da América Latina-São Paulo-Novembro 2000.

Individual “Quadros de uma Exposição”- Espaço Cultural Sudameris – São Paulo – 2001.

Individual “Da Sé à Luz: Paisagens Urbanas” – Casa do Intercâmbio –  São Paulo – 2001.

Coletiva “Panorama Cosmopolita” – Conservatório Dramático e Musical de São Paulo – 2002.

Exposição Coletiva – Espaço Cultural Canadá – Brasil – São Paulo – Brasil – 2002.

Coletiva “O Sagrado e o Profano”- Museu da Casa Brasileira – São Paulo – Julho 2003.

Individual “Pinturas e Letras” – Escritório Bel & Fernando Designer – São Paulo – Abril 2004.

Coletiva “Transeuntes “ – Museu de Arte Contemporânea – MAC-USP – São Paulo – Set. 2005.

Coletiva “Marcas do Expressionismo”- Museu de Arte Brasileira – MAB-FAAP – São Paulo – Fev. 2011.

Chile 1938 - Brasil 2011

Chile 1938 – Brasil 2011

Utilize o sub-menu acima para selecionar o livro.

OBRAS LITERÁRIAS

Poemas Pintados

Poemas Pintados
POEMAS
Editora Nativa
Angel San Martín

 

A cor sonha, canta e fala: é a música destes poemas.

Sobre acordes de frases o poeta desenvolve seus poemas singelos, evocativos, por vezes prontos para estruturas desfranjadas pelas pinceladas das metáforas felizes.

Cadências românticas se aquecem nos jogos de palavras, quer na fluência sonora do erotismo, quer na probidade artística do ecoar das palavras, que ao paladar do poeta, saboreiam a harmonia dos acordes em ritmo colorido.Poemas, enfim, em transporte lírico com a intensidade de manchas luminosas, que se deslizam pelo dorso nu das “palavras pintadas”. Poemas que não se exaurem no verbo gramático… sonham, cantam e falam… são música e cor.

Chile 1938 – Brasil 2011

CONTATO

Pablo San Martín
Art Management

(11)9.8098-7546

Se preferir, envie um e-mail através do formulário abaixo:

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem